Soulfly

Savages

Soulfly

Guias / CDs - Gustavo Silva Publicado em 14/01/2014, às 03h28 - Atualizado às 03h31

Max Cavalera coloca o filho para participar de novo CD da banda

Savages marca a estreia – com os dois pés na porta – de mais um Cavalera na música. Zyon, filho de Max, a alma do Soulfly, não tem as mesmas referências tribais que fizeram o tio Iggor se destacar no Sepultura, mas adequa o trabalho de bateria ao espírito da banda. Para o bem (“K.C.S.”, com participação endiabrada do guitarrista Mitch Harris, do Napalm Death) e para o mal (“This is Violence”), há canções que poderiam estar em qualquer um dos outros oito discos do Soulfly. “Cannibal Holocaust”, por outro lado, faz par ao infame filme de horror gore do qual tira título, e destaca em riffs o espírito de selvageria humana que norteia a temática do trabalho. Mas a síntese de Savages está mesmo em “El Comegente”, uma maçaroca sonora que em oito minutos transita por momentos inspirados e ruins na mesma proporção, dando base a uma sutil letra poética em português e espanhol inspirada na história de Dorangel Vargas, um serial killer canibal venezuelano.

Fonte: Nuclear Blast/Laser Company

Últimos Guias CDs