-

Se Me Chamar, Ô Sorte

Wilson das Neves

Guias / CDs - Antônio do Amaral Rocha Publicado em 12/04/2013, às 13h42 - Atualizado às 13h44

Baterista segue com brilho também diante do microfone em CD de samba

O veterano baterista Wilson das Neves, que já tocou com grande parte do primeiro time da MPB, respeitado por todos, confirma neste Se Me Chamar, Ô Sorte como grande compositor e intérprete dos seus próprios sambas, o que já tinha sido comprovado em Pra Gente Fazer Mais Um Samba, lançado (2010). As parcerias incluem Paulo César Pinheiro, Claudio Jorge, Nelson Sargento, Delcio Carvalho, Chico Buarque, entre outros. Neves, que tem um canto claro, elegante e sincopado e de acento moderno se revela no baião “Peão de Obra”, cuja a letra de Paulo César Pinheiro é carregada de verdade.

Fonte: MP,B/Universal Music

Últimos Guias CDs