Seal - Soul

Guias / CDs - Redação Publicado em 11/12/2008, às 19h45

Seal

Soul

Warner

O repertório é excelente e o gogó dá conta do recado. Mas falta originalidade

A fórmula é manjada: pegar vários sucessos antigos de um único gênero e colocar um produtor conceituado por trás. Seal se recolhe ao porto seguro de um disco de covers de soul produzido por David Foster, 15 vezes ganhador do Grammy, em seu sexto álbum. Se a fórmula é manjada, o que dizer das canções? Tem lá tudo que é hit soul, de "It’s a Man’s Man’s Man’s World", de James Brown, a "People Get Ready", de Curtis Mayfield, passando por músicas famosas em vozes incomparáveis como Otis Redding ("I’ve Been Loving You Too Long"), Ben E. King ("Stand by Me") e Sam Cooke ("A Change Is Gonna Come"). Porém, se nada é muito criativo, e absolutamente nenhuma das versões chega aos pés das gravações originais, Seal mostra que tem garganta para explorar o gênero, mesmo que a produção soe um pouco exagerada e grandiosa demais. E aí está o problema na maioria das músicas, aquela falta de crueza, espontaneidade e até mesmo peso que algumas dessas canções merecem. Vale, quem sabe, para apresentar os clássicos a uma nova geração, mas não passa muito disso, coisa que não deixa de ser pouco.

Alexandre Duarte

Últimos Guias CDs