Claudia

Senhor do Tempo

Claudia

Guias / CDs - MAURO FERREIRA Publicado em 08/09/2011, às 12h47 - Atualizado às 12h52

Cantora poda excessos vocais ao jogar luz sobre “lados B” de Caetano

Intérprete de técnica excepcional, Claudia não teve a carreira que poderia ter tido. Gravou regularmente na primeira metade dos anos 70, se tornou a Evita brasileira nos 80 e sumiu. Este disco com músicas menos ouvidas do repertório de Caetano Veloso é sua volta à cena após 13 anos de jejum fonográfico. Claudia ilumina aqui temas raros como “Luzes” (1991) e “Amo-Te (Mesmo?) Muito” (1979). O bom é que não peca pelo excesso, como em discos e shows anteriores. Resiste à tentação de mostrar técnica que já flui naturalmente na densa abordagem de “Menino Deus” (1982), tema menos raro do disco, e na definitiva interpretação de “Naquela Estação” (1990), música a que o encarte desatento não atribui autoria alguma, embora seja de Caetano com João Donato e Ronaldo Bastos. Pena que o disco talvez já chegue tarde demais para que o Brasil ouça Claudia com a devida atenção.

Fonte: Joia Moderna

Últimos Guias CDs