Zé Ramalho
divulgação

Sinais dos Tempos

Zé Ramalho

Guias / CDs - Cristiano Bastos Publicado em 06/07/2012, às 16h15 - Atualizado às 16h18

Depois de projetos de regravações, trovador revela safra de canções inéditas

Definitivamente, Zé Ramalho nunca foi o “velho e indivisível” da mítica “Avôhai”, canção que abre seu disco de estreia, de 1978. O trovador já foi parceirode Lula Côrtes em Paêbirú (1975), escudou Alceu Valença e regravou de Raul Seixas, Luiz Gongaga, Beatles e muitos outros. Em Sinais dos Tempos, seu novo de inéditas após cinco anos, ele volta a ser “ele mesmo”. Ou seja, um artista de mão cheia, capaz de criar composições inspiradas como “Indo com o Tempo”, “O Começo da Visão” e “Rio Paraíba”. O alegre forró-pop “A Noite Branca” se apossa despojadamente dos riffs de “Venus”, hit do Shocking Blue. Apesar do tom apocalíptico do título, Sinais dos Tempos sustenta a segurança e a suavidade próprias de quem já pisou anos de estrada.

Fonte: Avôhai Music

Últimos Guias CDs