<b>TUDO PELO BARULHO </b> O SOAD, pronto para martelar os ouvidos alheios
divulgação

System of a Down

System of a Down

Guias / CDs - LUIZ CÉSAR PIMENTEL Publicado em 13/02/2012, às 11h16 - Atualizado às 11h19

Caixa compila os cinco primeiros álbuns do grupo

Enquanto bandas, digamos, mais pesadas optaram por descer a afinação das guitarras, incluir vocais guturais e criar o insosso nu-metal no meio dos 90, os mezzo-armênios, mezzo-americanos do System of a Down simplesmente aceleraram e ultrapassaram toda a trupe liderada por Korn e cia. O grupo pegou a brecha da onda metal dos anos 80, uniu com elementos do som alternativo dos 90 e criou algo pesado, mas palatável aos ouvidos. Adotados pelo produtor Rick Rubin, lançaram o primeiro trabalho – dos cinco da caixa, que tem a obra completa –, homônimo, em 1998. System of a Down, o disco, traz todos os reflexos e nuances que consagrariam o quarteto, mas ainda em forma bruta, pouco lapidada. Estão lá as guitarras pesadas e velozes, a bateria acelerada e o vocal inconfundível de Serj Tankian. A coisa ficou ainda melhor com Toxicity (2001), pedra fundamental do grupo. Lançado a uma semana do atentado ao WTC, nem as letras pedra-na-vidraça como a do single “Chop Suey” impediram que fosse para o topo da parada. O disco rendeu um segundo, Steal This Album! (2002), lançado um ano depois com as “sobras” e que trazia o hit “Boom”. Três anos depois, que vieram com não um, mas dois projetos, lançados em 2005 com diferença de seis meses – o ótimo Mezmerize e o bom Hypnotize. Toda essa história está contada no box, uma visão completa desta primeira parte da trajetória do SOAD.

Fonte: Sony

Últimos Guias CDs