Taxi Imã

Taxi Imã

Pipo Pegoraro

Guias / CDs - PEDRO HENRIQUE ARAÚJO Publicado em 05/01/2012, às 10h30 - Atualizado às 10h49

Mais maduro, cantor e multi-instrumentista lança terceiro registro solo

Com produção em parceria com Bruno Morais, o disco de Pipo é o embrião do supergrupo sensação Bixiga70. Cheio de influências de afrobeat e outros ritmos africanos, teve como principais pilares três ícones da música: Fela Kuti, Gilberto Gil e Itamar Assumpção. Cantor dedicado e instrumentista talentoso, Pipo arregimentou quase 20 músicos e participações de Kiko Dinucci, Guilherme Kastrup, Luísa Maita, Blubell, Ben Lamar, entre outros. O CD é bastante linear, mas os destaques ficam para a faixa-título “Taxi Imã”, com levada pop e cantada de forma despretensiosa, cujo refrão nonsense já gruda logo de cara: “O meu amor é um taxi imã, pra onde ele vai ele vou”. O violão virtuoso de Kiko Dinucci pontua a bela “Arapuê”, que vai crescendo com o naipe de metais, que em alguns instantes lembra momentos de Coisas, de Moacir Santos. “Rastro” fecha o álbum num clima de festa entre amigos. O disco deixa claro a evolução e o amadurecimento de Pipo como letrista, instrumentista e cantor. Se era preciso de um empurrão para que seu nome corra por aí, este trabalho é um excelente cartão de visitas.

Fonte: YB Music

Últimos Guias CDs