The Hotrats

Guias / CDs - Redação Publicado em 11/03/2010, às 05h51 - Atualizado em 10/03/2014, às 14h14

The Hotrats

Turn Ons

G&D Records (importado)

Projeto paralelo de dois membros do Supergrass investe em covers

Em 1973, o visionário David Bowie desfechava sua fase glitter com Pin Ups, obra na qual abrilhantava petardos de seus ídolos dos anos 60, como Pretty Things, The Who e Pink Floyd. O álbum de versões Turn Ons, estreia do The Hotrats, “projeto cover” paralelo ao Supergrass encabeçado por Gaz Coombes e Danny Goffey, não pendura as chuteiras da banda de Oxford. Contudo, soa redentor – e deliciosamente barulhento – após o meia-boca Diamond Hoo Ha Man. Produzido por Nigel Godrich (OK Computer), Turn Ons foi lançado por enquanto somente nos Estados Unidos e na Inglaterra. O repertório pinçado é um quente cancioneiro do rock de todas as gerações. Dos anos 60 tem “I Can’t Stand It” (Velvet Underground), “Big Sky” (Kinks) e “The Crystal Ship” (Doors) foram reanimadas com injeção de punch e sujeira garageira. As releituras inusitadas, que, disparado, também são as melhores, ficaram a cargo de “(You Gotta) Fight for Your Right (To Party!)” (Beastie Boys), “Damaged Goods” (Gang of Four) e “Love Is the Drug” (Roxy Music). Mentor da ideia, Bowie foi enaltecido em “Queen Bitch”, a música mais selvagem do esplêndido Hunky Dory. O grupo emoldurou “Love Cats”, do Cure, numa batida dance-rock e também gravou “West End Girls”, dos Pet Shop Boys, que ficou de fora do CD, mas deverá ser transformada em um single futuro.

Cristiano Bastos

Últimos Guias CDs