Cantor ilumina a própria escuridão com vocais inspirados em Michael Jackson
Yuta Onoda

The Weeknd

The Weeknd

Guias / CDs - Jon Dolan Publicado em 28/10/2015, às 11h36 - Atualizado às 11h43

Beauty Behind the Mask

Depois de três sombrias mixtapes e um disco de estúdio, Abel Tesfaye – o inovador cantor pop que se apresenta como The Weeknd – finalmente garantiu um hit com “Can’t Feel My Face”, uma música sobre cocaína. The Weeknd construiu uma aura cult ao sugar os ouvintes para uma espécie de caverna pessoal. Recentemente, no entanto, ele se rendeu ao mainstream. “Earned It”, trilha de Cinquenta Tons de Cinza, tem clara inspiração nos vocais de Michael Jackson dos tempos de Thriller e Bad. Mas se o som ficou mais amplo e até mais leve em alguns aspectos, The Weeknd não deixou de lado sua veia pessimista. Às vezes, há drama verdadeiro e autobiográfico; outras, ele soa apenas como um reclamão. Mas, mesmo nesse caso, é difícil ignorá-lo. Em “Prisoner”, ele se junta a Lana Del Rey para uma festa luxuriosa e de autopiedade: “Sou viciado em uma vida que é vazia e fria”, a dupla canta. Ironicamente, neste álbum The Weeknd aquece sua plateia de um jeito que ela jamais imaginou que ele seria capaz.

Fonte: Universal

Últimos Guias CDs