Divulgação

Rush

Guias / DVDs - Redação Publicado em 07/01/2011, às 11h28 - Atualizado em 10/01/2011, às 09h35

Dois álbuns clássicos do trio canadense são o foco em bom documentário

Agora esta tradicional série que esmiúça discos clássicos focaliza dois trabalhos-chave do Rush. 2112, que saiu em abril de 1976, foi o quarto álbum dos músicos. É um trabalho importante na carreira da banda por vários motivos. 2112 foi gravado sem intervenção externa e marcou o ápice da fase grandiloquente do grupo, quando se ocupava de longas suítes conceituais. O disco também cumpriu uma boa trajetória comercial. Já com Moving Pictures (1981), o Rush finalmente conquistou as grandes massas. Além de ter vendido uma enormidade, o disco trouxe clássicos que ainda tocam em rádios de rock, como “Tom Sawyer” e “Red Barchetta”. Geddy Lee (baixo, vocal), Alex Lifeson (guitarra) e Neil Peart (bateria) são entrevistados e contam detalhes sobre os bastidores dos discos. Os músicos ainda demonstram em seus instrumentos como elaboraram e gravaram as principais canções, e cenas de arquivo ajudam a ilustrar o background dos álbuns.

PAULO CAVALCANTI

Últimos Guias DVDs