Divulgação

Arnaldo Antunes

Guias / DVDs - Redação Publicado em 07/02/2011, às 14h09 - Atualizado às 14h09

Um Arnaldo feliz da vida recebe convidados e amigos em sua residência

Como em uma festa de aniversário, o anfitrião recebe os convidados e quer saber se está tudo bem. Arnaldo Antunes nos conduz para o seu quintal, para dentro da sua casa e para o palco e cenário armado no terraço. Deve ter sido uma operação insana arrumar espaços para todos os equipamentos de filmagens, gruas e mesa de som. Tudo acontece em um clima de documentário. A câmera passeia entre a bagunça necessária a essa iniciativa, em meio aos que iriam participar, ao ensaio, passagem de som e no dia marcado, entre os convidados. Inicialmente, no quintal, temos a participação dos Demônios da Garoa cantando “Já Fui uma Brasa”, de Adoniram e pouco a pouco outros ilustríssimos parceiros dão as caras. Com Jorge Benjor, Arnaldo canta “Cabelo” e “As Árvores”. Com Erasmo Carlos, “Sou Uma Criança Não Entendo Nada” e “Jogo Sujo”, e com Fernando Catatau (Cidadão Instigado), “Invejoso” e “Cachimbo”. O repertório de 24 músicas parte do CD e show Iê Iê Iê, que marcou uma guinada na carreira de Arnaldo, indo buscar no antigo movimento uma forma de recriação de seu universo musical. A banda é a mesma do show: Betão Aguiar no baixo, Chico Salém no violão e guitarra, Curumin na bateria, Edgard Scandurra na guitarra e o parceiro de composições Marcelo Jeneci nos teclados.

ANTÔNIO DO AMARAL ROCHA

Últimos Guias DVDs