Até onde vai

Jota Quest

Guias / DVDs - Redação Publicado em 11/10/2007, às 18h34 - Atualizado em 12/10/2007, às 10h58

Banda mineira conta sua trajetória em show e documentário

Dez anos é tempo suficiente para uma banda pop bem-sucedida acumular ganhos financeiros, e estéticos, assim como erros e más experiências. No caso do Jota Quest (que no início se chamava J Quest, como o cartoon) o resultado dessa equação às vezes não fecha. Com ritmos dançantes e uma levada black, o grupo estreou com disco homônimo trazendo sucessos imediatos como "Encontrar Alguém" e outros hits radiofônicos. O CD ainda resgatava um ícone musical esquecido, Toni Tornado, com participação em "Há Quanto Tempo".

O segundo, Planeta dos Macacos, mais pop e menos black, como se a banda tivesse passado por um bleaching musical, também emplacou. Foi a vez de "De Volta ao Planeta", uma crítica política leve, e "Fácil", que estourou. Ao lado de bandas como Skank e Paralamas, duplas sertanejas e grupos de pagode, o Jota Quest lotou estádios, feiras agrícolas e festas do peão, parecia imbatível nos bailes adolescentes e esteve entre as maiores vendagens do país.

Por Márcio Cruz

Música

Sony BMG

01

01

2007

Últimos Guias DVDs