Tim Maia

Guias / DVDs - Redação Publicado em 12/10/2007, às 12h09

Em janeiro de 1989, Tim Maia subiu ao palco do Hotel Nacional do Rio de Janeiro e anunciou: "This is Tim Maia concert. I hope you enjoy the show". O show seria televisionado, mas nem por isso o soulman deixou de reclamar. A prática virou marca registrada do Síndico. Neste DVD, a lenda pede "agudo, grave, médio, redondo, tudo" enquanto apresenta "Me Dê Motivo". Durante o solo da mesma música, ele finge tocar flauta e diz que é "só para filmar". E, o tempo todo, mexe com a platéia, que, entre outros, é formada por globais como Vera Fischer e por músicos como Erasmo Carlos. Recuperado dos arquivos da extinta gravadora RCA e da TV Globo e montado por Ronaldo Lima, o assistente de gravação do show, o material é inédito, mas mesmo assim deixa furos. As câmeras fazem quase sempre os mesmos movimentos, e a gente não vê a interação dos 15 integrantes da Vitória Régia, banda que acompanhava o cantor, com os 18 da orquestra convidada (entre eles, Jacques Morelenbaum). Em vários momentos, Tim pára de cantar. Em "Azul da Cor do Mar", ele e as backing-vocals repetem "tchen, tchen, tchen" do início ao fim. "Coronel Antonio Bento" é cortada pelo flash de uma rápida e engraçada entrevista com o músico, que poderia estar nos extras (inexistentes), e não volta. E, para completar, duas pérolas que estão no CD (lançado simultaneamente) não entraram no DVD: "Baby" (Caetano Veloso) e "Primavera (Vai, Chuva)". É bom ver a performance de Tim Maia em clássicos como "Vale Tudo", "Do Leme ao Pontal", "Gostava Tanto de Você" e "Sossego", todos arranjados por Lincoln Olivetti. Mas a grande onda é ter a garantia de saber que o irreverente Tim Maia, na tela da TV, comandará o show até o final.

Por Christina Fuscaldo

Show

Sony / BMG

01

06

2007

Últimos Guias DVDs