Fernanda Oliveira / Divulgação

5 x Favela - Agora por Nós Mesmos

Guias / Filmes - Redação Publicado em 06/08/2010, às 06h06 - Atualizado às 06h07

Manaíra Carneiro e Wavá Novais; Cacau Amaral e Rodrigo Felha; Luciano Vidigal; Cadu Barcellos; Luciana Bezerra

Silvio Guindane, Cíntia Rosa

Cinco curtas revelam que há esperança no cotidiano dos morros cariocas

Resultado de uma oficina audiovisual que teve como mentor o cineasta Cacá Diegues, este longa de cinco episódios dirigido por estreantes faz reverência à obra homônima de 1962 que prenunciou o Cinema Novo e do qual o veterano participou. Mostra-se a vida nos morros cariocas pelo ponto de vista de sete realizadores, residentes em cinco diferentes comunidades, que já vinham realizando seus curtas do jeito que dava. O que chama a atenção são a afetuosidade e a positividade que dominam nas histórias, ao contrário do tom sombrio que caracteriza os chamados “favela movies”. Com exceção do terceiro curta (Concerto para Violino), o único a ter um final triste, mas que evita uma tragédia ainda maior, há esperança e felicidade nas outras histórias, em especial na segunda, Arroz com Feijão, com participação afetuosa como ator de Ruy Guerra e final já antológico, e a última, Acende a Luz, uma festa de Natal que faz jus aos mosaicos humanos do mestre italiano Mario Moniccelli. Não à toa, o filme conquistou o prêmio do público, além do de melhor filme pelo júri oficial (e mais outros cinco prêmios) no recém-concluído 3º Paulínia Festival de Cinema.

Christian Petermann

Últimos Guias Filmes