À Deriva

Guias / Filmes - Redação Publicado em 06/08/2009, às 14h45

Heitor Dhalia

Laura Neiva, Debora Bloch

Drama apresenta despertar sexual de adolescente na década de 80

Em seu primeiro roteiro próprio, sem inspiração em terceiros, o cineasta Heitor Dhalia realiza sua obra mais pessoal. Incluindo reminiscências biográficas, o diretor ambienta seu drama de relações na praia de Búzios, durante um verão no começo dos anos 80. A protagonista é a adolescente Filipa (a estreante Laura Neiva, com bela e forte presença em cena). Ela vivencia o despertar sexual ao mesmo tempo que testemunha o desmoronar do casamento de seus pais (o astro francês Vincent Cassel e Debora Bloch) – acredita a jovem que é devido à presença de uma turista, interpretada por Camila Belle, atriz com ascendência brasileira. A estrutura do filme é simples e não há qualquer novidade nas situações que Dhalia desenvolve, mas ele o faz com placidez e segurança, denotando maturidade. O cineasta conquista a empatia do espectador ao namorar o sol e os amplos espaços, em oposição aos trabalhos claustrofóbicos e paulistanos (Nina; O Cheiro do Ralo). E ouvidos atentos também à bela trilha sonora de Antonio Pinto, que carrega tonalidades à la Michael Nyman.

POR CHRISTIAN PETERMANN

Últimos Guias Filmes