A turma adolescente de <I>Antes Que o Mundo Acabe</I>
Fábio Del Ré/Divulgação

Antes Que o Mundo Acabe

Guias / Filmes - Redação Publicado em 06/05/2010, às 11h06 - Atualizado às 11h09

Ana Luiza Azevedo

Pedro Tergolina, Caroline Guedes

Filme traça painel carinhoso e sincero da vida de adolescentes gaúchos

Assistente de direção de Jorge Furtado, a gaúcha Ana Luiza Azevedo faz sua estreia na direção de longas com um retrato doce da adolescência. Daniel, um menino de 15 anos na pacata Rio Grande, no interior gaúcho, faz as descobertas da idade com a namorada, os amigos e as cartas enviadas pelo pai há muito tempo ausente. A influência de Furtado é mais evidente na personagem da irmã mais nova, Maria Clara, que narra a história com o humor e a enumeração de elementos estranhos típicos do diretor . Baseado em um livro juvenil de sucesso e vencedor de seis prêmios no Festival de Paulínia, Antes Que o Mundo Acabe pode ser visto como um retrato solar de uma pré-adolescência bucólica, lá no mesmo cenário onde Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho, mostra uma pós-adolescência melancólica e sombria. Se Ana Luiza tem um mérito, é o de construir seu filme com a mesma linguagem dos personagens. Uma certa ingenuidade pode incomodar alguns, mas sua sinceridade e frescor vão emocionar a maioria dos espectadores.

POR TIAGO STIVALETTI

Últimos Guias Filmes