As crises matrimoniais de Hassum e Danielle Winits
Divulgação

Até que a Sorte nos Separe

Roberto Santucci

Guias / Filmes - Christian Petermann Publicado em 22/10/2012, às 17h15 - Atualizado às 17h17

Simpática comédia pastelão critica o consumismo e valoriza o amor

O diretor Roberto Santucci não repetirá com esta comédia o mesmo sucesso de seu De Pernas pro Ar (2000), cuja continuação será lançada no fim do ano. Afinal, o tema aqui não é sexo e derivados, e sim uma crítica ao consumismo desvairado. O filme se inspira livremente no best-seller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, de Gustavo Cerbasi, e o roteiro acompanha um casal humilde que ganha na loteria e, doze anos depois, são novos ricos que ostentam suas posses e gastam desbragadamente. Ele, Tino, é Leandro Hassum, que explora todas as possibilidades do humor físico e pastelão do filme; ela, Jane, uma Danielle Winits que surpreende e personifica bem a dondoca bronzeada e oxigenada. O humor sai do fato de Tino falir e precisar esconder o fato da esposa, que está em gravidez de risco e não pode ser contrariada. A trama é simples, e há momentos equivocados, mas chega a ser um alívio, num cenário com bombas apelativas como Cilada.com e Totalmente Inocentes, assistir a uma comédia de massa que, além de até ser ingênua, faz um elogio ao amor sincero.

Elenco: Leandro Hassum e Danielle Winits

Últimos Guias Filmes