Clara (Gemma) e mais uma vítima.

Byzantium

Neil Jordan

Guias / Filmes - Hamilton Rosa Jr. Publicado em 24/11/2014, às 16h30 - Atualizado às 16h39

Neil Jordan, o diretor de entrevista com o Vampiro, voltou ao gênero em 2012 para reiterar que vampiro bom não precisa mostrar o bíceps. A sedução em Byzantium, que finalmente ganha estreiia nacional, tem mais a ver com o perigo. Aqui, o monstro se esconde na pele de uma ninfeta (Saoirse Ronan, com seus olhos de husky siberiano) e de uma prostituta do porto chamada Clara (Gemma Arterton). Elas não possuem dentes pontiagudos, mas uma discreta unha que cresce na hora de perfurar jugulares. A mais jovem tem mais de 200 anos; a outra, Jordan, nos deixa imaginar quanto tempo de “vida” teria. Byzantium é o nome do prostíbulo que Clara monta na casa de um amante nerd. Nesse local, muitos homens e mulheres apenas entrarão. Ficasse só nisso, as vampiras já seriam felizes pela eternidade, mas o vampirismo é mostrado aqui como uma irmandade que obedece a uma série de rituais que as duas mocinhas subvertem. Por isso, elas acabam sendo perseguidas. O olhar clínico de Jordan para a construção desta trama é hábil. O uso dos cenários é excepcional e o diretor é mestre em recortar belíssimos enquadramentos e tirar da crueldade momentos de poesia.

Fonte: Sinergia

Últimos Guias Filmes