Os Taviani mostram teatro dentro de prisão

César Deve Morrer

Vittorio e Paolo Taviani

Guias / Filmes - Christian Petermann Publicado em 11/01/2013, às 17h22 - Atualizado às 17h24

Irmãos cineastas entram em prisão italiana e realizam filme instigante

No primeiro lançamento comercial no Brasil desde As Afinidades Eletivas(1996), que era baseado em Goethe, os veteranos irmãos Paolo e Vittorio Taviani agora se voltam a William Shakespeare e realizam um curioso misto de drama e documentário. Eles registram os ensaios de teatro conduzidos pelo diretor Fabio Cavalli no interior da penitenciária Rebibbia, em Roma, tomada por mafiosos, assassinos e traficantes. O filme abre e fecha em cores com cenas da peça ensaiada, Julio Cesar. O miolo, em vigoroso preto e branco, registra os ensaios e a reação dos atores não profissionais ao texto, misturados à realidade da prisão. A espontaneidade de certas cenas é questionável, pois alguns diálogos parecem muito adequados para a evolução do filme. Mas há uma verdade inquestionável na presença desses criminosos em plena terapia cultural de reinclusão. Mesmo no fio da navalha do real e do encenado, os Taviani retornam à cena com um filme de admirável energia e contundência para seus mais de 80 anos de idade.

Elenco: Fabio Cavalli e Salvatore Striano

Últimos Guias Filmes