Condado Macabro
Divulgação

Condado Macabro

Com Leonardo Miggiorin e Rafael Raposo

Guias / Filmes - CHRISTIAN PETERMANN Publicado em 12/11/2015, às 17h28 - Atualizado às 17h31

o uso da palavra “condado” no título já aponta que as referências dessa produção brasileira de terror flertam com obras estrangeiras, em especial dos anos 1980. Em uma típica situação “Sexta-Feira 13”, cinco amigos (dois possíveis casais e a solitária/excluída) se hospedam numa casa no fim do mundo para tentar fazer sexo e, em seguida, acabarem sendo mortos. O grupo será vítima de vilões bem brasileiros (uma dupla de palhaços de rua que pretende roubar os jovens) e de psicopatas hollywoodianos (casal de irmãos que usa serras, machados e máscaras, inclusive de porco). O roteiro de DeBrito desconstrói a ação e apresenta os fatos em clima de mistério, como resultado dos diálogos de gato e rato entre um investigador da polícia (Paulo Vespúcio) e o palhaço sobrevivente da chacina (Francisco Gaspar, o melhor do elenco). Os jorros de sangue e as doses de humor negro são bem temperados pela trilha sonora de Roger Lima e algumas canções bregas.

Fonte: Dirigido por Marcos DeBrito e André de Campos Mello

Últimos Guias Filmes