Apesar de apelativo, fi lme baseado em best-seller de John Green tem bons momentos.

A Culpa É das Estrelas

Dirigido por: Josh Boone

Guias / Filmes - Luísa Jubilut Publicado em 16/06/2014, às 15h05 - Atualizado às 15h24

O cotidiano cruelmente monótono de hazel (Shailene Woodley), que inclui o tratamento contra o câncer de pulmão, maratonas de reality shows e incontáveis releituras do mesmo livro, é transformado quando ela se encontra com Augustus Waters (Ansel Elgort), um galã de autoestima abalada por uma perna amputada, em um grupo de apoio deprimente para jovens com a doença. Esse “amor granada”, como ela diz, com prazo para explodir, é o que encanta em A Culpa É das Estrelas, adaptação cinematográfica do livro homônimo de John Green. Se o trunfo do romance é a brilhante abordagem do drama junto ao público jovem, a transição para o cinema é feita de forma bruta. Apesar de reproduzir as falas do livro com exatidão, o filme tende a forçar uma dramaticidade que viria naturalmente na história, conduzida pela boa interpretação dos protagonistas. Afinal, quando se mistura adolescência, amor e a linha tênue entre a vida e a morte, não há a menor necessidade de inserir fl ashbacks românticos para extrair ainda mais lágrimas do espectador.

Últimos Guias Filmes