<b>CASTIGANDO A SANFONA</b> Chambinho do Acordeon revive o velho Lua
JOÃO LINHARES/DIVULGAÇÃO

Gonzaga – De Pai para Filho

Breno Silveira

Guias / Filmes - Marcos Lauro Publicado em 22/10/2012, às 17h09 - Atualizado às 17h11

A rica vida de Luiz Gonzaga ganha cor e emoção

Em 2005, Breno Silveira lançava 2 filhos de Francisco e também há sete anos, ele começava a produção de Gonzaga – De Pai para Filho, que chega aos cinemas neste ano que marca o centenário do Rei do Baião. O filme narra a vida de uma das maiores estrelas que a música brasileira já teve, ao mesmo tempo em que mostra a sua conturbada relação com o filho adotivo, Gonzaguinha. O filme nasceu de 15 horas de fitas de áudio gravadas por Gonzaguinha, que entrevistou o pai a fim de conhecer detalhes da sua vida que nunca tinha visto ou ouvido devido à distância que existia entre os dois. Todas as fases de Gonzagão estão bem representadas, com ótimas atuações: a infância, a saída de Exu (Pernambuco) – após peitar o “coronel” da região –, a passagem pelo exército, a ida para o Rio de Janeiro e o estrelato. Gonzagão conseguiu colocar na sua música o sentimento e as angústias do nordestino e foi um fenômeno popular ímpar na história da música brasileira. No final das fitas, há a reconciliação. Gonzaguinha, ao sair em turnê com o pai no final dos anos 70 e começo dos 80, finalmente se aproxima de Gonzagão e passa a entendê-lo. Há algumas imagens dessa turnê no desfecho do filme, que o deixa ainda mais emocionante.

Elenco: Chambinho do Acordeon e Julio Andrade

Últimos Guias Filmes