<b>Pé na estrada</b><br>
Reese pronta para enfrentar os demônios.
Divulgação

Livre

Jean-Marc Vallée

Guias / Filmes - Hamilton Rosa Jr. Publicado em 16/01/2015, às 12h33 - Atualizado às 12h47

Em LIVRE, reese witherspoon desce do salto, recusa a maquiagem e vai ao fundo do poço na pele da personagem real Cheryl Strayed. Nos anos 1990, Cheryl tinha sérios problemas afetivos com a mãe e não conseguiu superá-los nem no leito de morte da matriarca. Depois, perdeu o marido e desgraçou a vida mergulhando nas drogas. Então, decidiu cruzar a pé 1.800 quilômetros pelo deserto. A jornada foi dolorosa: ela fi cou sem comida, água e botas, e quase perdeu a cabeça de vez. Reese refaz o mesmo caminho para retratar a personagem. O diretor, Vallée, que no ano passado operou a transformação de Matthew McConaughey de texano machão a paciente HIV positivo em Clube de Compras Dallas, desconstrói a atriz gradualmente com os mesmos requintes. O esmero talvez seja calculado demais (de olho na possível candidatura ao Oscar). Mesmo assim, é difícil não se comover com uma história real como essa, que, além de tudo, é muito bem contada.

Últimos Guias Filmes