Robôs e humanos interagem em Operação Big Hero.
Divulgação

Operação Big Hero

Don Hall e Chris Williams

Guias / Filmes - Peter Travers Publicado em 17/12/2014, às 11h18 - Atualizado às 11h40

Com ação passada no futuro, em uma cidade chamada San Fransokyo, essa produção Disney/Marvel foca em dois irmãos órfãos, nerds e ligados em tecnologia. Hiro é um adolescente que gosta de jogos de briga de robô. Tadashi, irmão mais velho dele, se interessa mais por design e coisas cerebrais. Então, Tadashi morre em uma explosão misteriosa. O pobre Hiro fica sozinho no mundo e agora tem como companhia Baymax, um robô gentil, gorducho e inflável feito para ajudar as pessoas. Hiro convoca os amigos de Tadashi para ajudá-lo a tentar desvendar o que motivou a tragédia que matou o irmão e também coloca Baymax na jogada, mas precisa ensinar alguns truques para a criatura. A dupla de diretores Hall e Williams imprime energia e estilo à produção e as sequências que mostram

a interação inicial entre Hiro e Baymax são puro prazer. Operação Big Hero não é tão genial quanto as criações da Pixar, mas é hilariante e tem coração.

Últimos Guias Filmes