Cameron e Segel: folguedos na internet.
Divulgação

Sex Tape – Perdido na Nuvem

Jake Kasdan

Guias / Filmes - Érico Fuks Publicado em 18/08/2014, às 15h50 - Atualizado às 15h57

em professora sem classe, o diretor Jake Kasdan trabalhou com Cameron Diaz e Jason Segel e pôde perceber o carisma (e também as limitações) dos atores. Com experiência em séries de TV e comédias juvenis, resgatou a veia cômica da dupla para protagonizar um casal que, para driblar a mesmice conjugal, resolve se filmar em várias posições

sexuais durante três horas. Sem querer, o vídeo vaza na internet e eles tentam apagá-lo. Com uma introdução morna e didática, pautada por clichês que explicam o desgaste

de uma relação, o filme ganha fôlego da metade para o fim. Cameron e Segel passam a sensação de estar bem à vontade diante das câmeras, abusando das cenas de nudez sem

erotismo como se estivessem na própria casa. Mais sutil do que os demais filmes do gênero, Sex Tape coloca a questão de trazer de volta o romantismo do passado com o uso

da tecnologia do presente. Funciona quando mostra o desencaixe que essa pretensão provoca.

Últimos Guias Filmes