A socialite vivida por Bullock interfere na existência do personagem feito por Aaron
Ralph Nelson / Divulgação

Um Sonho Possível

Guias / Filmes - Redação Publicado em 11/03/2010, às 08h03 - Atualizado às 10h28

John Lee Hancock

Sandra Bullock, Quinton Aaron

Vida Recuperada

Atores são destaque de filme sobre superação e conquista de novos valores

Se este filme não fosse baseado em fatos reais, soaria como uma invenção lacrimosa de algum roteirista politicamente correto. Mas a saga de Michael Oher aconteceu exatamente desta forma e assim Um Sonho Possível ganha contornos interessantes: Michael era um adolescente negro de Memphis, semianalfabeto, sem teto e abandonado pela mãe viciada em crack. Quando perambulava pelas ruas tentando fugir do frio, foi visto pela afluente família Touhy. Com pena do garoto, a matriarca Leigh Anne Tuohy convenceu o resto de sua família a levar o garoto para morar em sua casa. Michael foi matriculado em uma escola cristã e adotado legalmente. Seu potencial como jogador de futebol americano logo foi detectado. Apesar de inúmeros obstáculos, ele acabou se tornando uma sensação no esporte norte-americano. Um Sonho Possível é uma daquelas histórias de superação, detestada pelos cínicos e por aqueles que evitam filme “com mensagem”. As performances são o fator decisivo aqui. Quinton Aaron, vivendo o gigante gentil Michael, brilha em um papel difícil, já que passa boa parte do filme sofrendo calado. Sandra Bullock, como Leigh Anne, vive um grande momento, encarnando uma mulher que a princípio pode parecer superficial, mas que é dura como uma rocha quando precisa brigar, além de possuir um coração de ouro.

Paulo Cavalcanti

Últimos Guias Filmes