divulgação

Call of Duty: Black Ops

Guias / Games - Redação Publicado em 07/12/2010, às 16h16 - Atualizado em 08/12/2010, às 17h41

Activision

X360 / PS3 / PC

Relembrando a Guerra Fria

O novo jogo da série Call of Duty tinha duas missões: bater recordes astronômicos de venda na temporada de Natal e inovar a já vencedora fórmula estabelecida pelos games Modern Warfare. Ele deve cumprir a primeira, mas não atingiu a perfeição na segunda. Black Ops relata uma nova versão da Guerra Fria, fala de personagens como Fidel e Kennedy, chama zumbis para descontrair as batalhas e inaugura um nível inédito de cenas fortes na franquia. Você, Alex Mason, já começa sendo interrogado. Choques elétricos, sangue e visão embaçada dão início a um flashback que leva para missões em Cuba, na Rússia e em outros locais não menos emocionantes. O roteiro, apesar de surpresas, segue a regra: invasões, fugas, muitos veículos. O “fator adrenalina” não dá folga, e você fica sem fôlego nesse ritmo cinematográfico. Se a campanha é curta, o modo multijogador tem opções para diversos estilos – desde mata-matas intensos até um modo de treino. Não é o melhor jogo de guerra que você já viu, mas fará um bom barulho por muito tempo.

RENATO BUENO

Últimos Guias Games