F.E.A.R. 2: Project Origin

Guias / Games - Redação Publicado em 07/04/2009, às 15h00 - Atualizado em 08/04/2009, às 10h49

Monolith / Warner Bros. Interactive

PC / PS3 / X360

Tenha medo. Tenha muito medo

Em 2005, F.E.A.R. dividiu águas ao mesclar tiroteios intensos e visual de primeira qualidade a uma narrativa repleta de mistério e elementos sobrenaturais. A sequência, que chega vários anos e algumas expansões depois, mantém o fôlego do original, mas já não causa o mesmo impacto. O início da aventura é lento e, até certo ponto, enfadonho. A persistência do jogador é premiada não muito tempo depois, quando o enredo finalmente engrena e o protagonista

passa a encarar inimigos bizarros e alucinações, aterrorizantes a ponto de ser difícil distinguir o que é real e o que não

é. A história, longa e cheia de detalhes, se desenrola em ritmo ágil, o que ajuda a manter a ação em alta. F.E.A.R. 2 até entrega uma bela experiência para quem procura um game de tiroteio em primeira pessoa com toques de horror, mas não é nada que se compare à versão original. Quase quatro anos se passaram, mas as inovações, infelizmente, não acompanharam na mesma proporção.

Théo Azevedo

Últimos Guias Games