-

Fifa 13

Guias / Games - J.M. TREVISAN Publicado em 22/10/2012, às 17h37 - Atualizado às 17h39

Não há mais limites para o realismo nos simuladores de futebol

Não é fácil resenhar um novo game de futebol por ano. Você ouve a lista de mudanças desfilada pela desenvolvedora, lê os detalhes, vê as telas divulgadas, meses depois vê os vídeos, e a impressão é sempre a de que não mudou nada. Pelo menos até você jogar. E isso é especialmente verdadeiro em Fifa 13. Sem alterações muito drásticas nos gráficos, a versão nova lembra bem seu antecessor na parte visual, mas a sensação de mesmice é só ilusória.

Em busca da imprevisibilidade do futebol real, a EA Sports introduziu uma nova característica, a First Touch Control. Agora, a eficiência da matada de bola depende de fatores como a habilidade e posição de quem recebe, o talento de quem lança, a velocidade da bola e a força com que foi chutada. Essa complexidade torna o jogo mais real e os jogadores mais falíveis. Um erro de cálculo e o adversário pode sair cara a cara com o goleiro. Parece pouco, mas muda muito a dinâmica da partida. A simulação de impacto entre os jogadores (o Impact Engine) também está mais contida e próxima da realidade. O comando de drible também teve sua precisão aumentada, o que deve criar novas oportunidades para os Neymares virtuais. De quebra, a versão brasileira conta com narração em português – o que não acontecia desde Fifa 09 – de Tiago Leifert e Caio Ribeiro, além de menus localizados. E se você achou que tinha se livrado de “Ai, Se Eu Te Pego”, prepare-se: a comemoração inspirada na música está no jogo.

Fonte: Electronic Arts

Plataforma: PS3 / X360 / Wii / PC

Últimos Guias Games