Gears of War

Gears of War

Guias / Games - Redação Publicado em 11/10/2007, às 17h29 - Atualizado em 12/10/2007, às 14h00

A nova geração começou, enfim

Não costumo focar minhas críticas de games nos aspectos técnicos, mas, neste caso específico isso faz parte da experiência de jogo. Não há como testemunhar uma cena qualquer de Gears of War e não ficar de queixo caído com tamanha qualidade visual. Cenários vastos e ricamente decorados, iluminação dramática, modelos de personagens detalhados, efeitos especiais inacreditáveis. Imagens impressas jamais farão justiça a essa beleza. Felizmente, um conteúdo muito consistente permeia o acabamento visual impecável. A mecânica de tiro é temperada por um elemento crucial: o papel ativo do cenário, que serve como cobertura contra o fogo inimigo para o seu herói anabolizado. A interação com os aliados e o sistema de recarregamento de armas adicionam bastante estratégia à ação frenética. A câmera criativa e o áudio completam a imersão. O modo multiplayer, apesar de apresentar poucas variações, é onde brilham as armas devastadoras - principalmente a serra elétrica, a melhor já vista em games. A história principal, um tanto linear e repetitiva, dura aproximadamente 12 horas, mas é tão repleta de momentos memoráveis que nem dá para reclamar. É apenas diversão concentrada, mais gratificante que muitos jogos por aí.

Por Fabio Santana

Xbox 360

Microsoft

01

12

2006

Últimos Guias Games