Pulse
Rocksmith 2014

Rocksmith 2014

Guias / Games - J.M. Trevisan Publicado em 13/11/2013, às 13h13 - Atualizado às 13h15

Em nova versão, simulador cumpre o que se propõe: ensinar a tocar

Lembra quando os detratores de Guitar Hero reclamavam “Se quer tocar, compre uma guitarra de verdade”? Rocksmith surgiu em 2011 pensando exatamente nisso: em vez dos instrumentos de brinquedo, o jogo utiliza uma guitarra autêntica como controle, substituindo botões coloridos por cordas e palhetadas verdadeiras. Mas era uma época ruim para os jogos musicais e ninguém deu muita bola. A nova versão mantém o objetivo de fazer com que o jogador aprenda a tocar guitarra (ou baixo). Das lições mais básicas ao modo Riff Repeater, que permite a repetição em velocidade e complexidade gradual de um trecho específico da música escolhida, tudo aqui é focado no aprendizado (o repertório é variado e vai de Chicago a Iron Maiden). Além dos menus mais limpos e da ampliação do Guitarcade (minijogos com ar retro para praticar escalas e dedilhado), Rocksmith 2014 conta ainda com o inovador modo Session, em que o roqueiro monta uma banda virtual com a opção de vários instrumentos e pode improvisar por cima utilizando escalas tradicionais. O principal de tudo é que o título funciona no que se propõe: o jogador sente o progresso e se diverte no processo – mesmo que um professor de verdade ainda seja recomendado. E não estranhe se você se questionar como conseguiu passar tanto tempo apertando botões em guitarrinhas de plástico.

Fonte: Ubisoft

Plataforma: PC/Xbox 360/PlayStation 3

Últimos Guias Games