Divulgação

Adiós Muchachos

Guias / Livros - Redação Publicado em 07/06/2011, às 12h07 - Atualizado às 12h11

Sergio Ramírez

Editora Record

Texto relata os acontecimentos e os personagens da revolução nicaraguense

A autor Sergio Ramírez, advogado, escritor e membro da Frente Sandinista de Libertação Nacional, participou ativamente do grupo que fez a revolução e assumiu o poder na Nicarágua no fim da década de 70, vindo a ser vice-presidente da República no governo de Daniel Ortega, de 1984 a 1990. Crítico, criou uma dissidência (a Frente de Renovação Sandinista) e disputou as eleições de 1996, sendo derrotado. Os próprios sandinistas já tinham deixado o poder, em 1990, quando Ortega perdeu as eleições para Violeta Chamorro. O livro trata justamente dos desvios da última revolução armada e vitoriosa ocorrida na América Latina. Livrar o país da tirania da família de Anastácio Somoza foi um feito extraordinário. À época, jovens de diversas nacionalidades correram à Nicarágua para ajudar a implantar o regime revolucionário, colaborando em todas as áreas. Essa mesma revolução, que durou uma década, foi boicotada e combatida por grupos armados, financiados pelos Estados Unidos. Ramírez tenta explicar por que essa utopia se dissipou tão rapidamente, apesar da volta dos sandinistas ao poder, em 2006.

ANTÔNIO DO AMARAL ROCHA

Últimos Guias Livros