'
divulgação

Músicas & Musas - A Verdadeira História por Trás de 50 Clássicos Pop

Michael Heatley e Frank Hopkinson

Guias / Livros - Cristiano Bastos Publicado em 14/05/2012, às 14h43 - Atualizado às 14h44

Livro revela quem inspirou grandes momentos da música popular

Namoradas, esposas, rivais, groupies, celebridades e até ilustres desconhecidas. O livro Músicas & Musas – A Verdadeira História por Trás de 50 Clássicos Pop, de Frank Hopkinson e Michael Heatley, desvenda quem foram as mulheres que inspiraram grandes canções de sucesso. Algumas dessas musas significaram, também, a ruína de muitos artistas. “My Sharona”, single de estreia do The Knack, documenta a libidinosa obsessão do vocalista Doug Fieger por Sharona Alperin (que embeleza a capa do primeiro álbum da banda), à época uma ninfeta de 16 anos que trabalhava numa loja de roupas. A esfuziante Pattie Boyd, ex-consorte dos “amigos-rivais” George Harrison e Eric Clapton – o mais célebre triângulo amoroso do rock – jogou luz em três hits monumentais: “Something”, “Layla” e “Wonderful Tonight”. A dançarina e costureira Maxine Feilbman, que casou com o letrista Bernie Taupin, foi cantada por Elton John na lírica “Tiny Dancer”. A obra também revela as musas de clássicos como “Suite: Judy Blue Eyes”, de Crosby, Stills & Nash, “Lola”, dos Kinks (na verdade, um travesti, que igualmente inspirou “Candy Says”, do Velvet Underground) e “Garota de Ipanema”, de Vinicius de Moraes e Tom Jobim. O único pecado do saboroso livro é a considerável quantidade de erros ortográficos e, ainda, algumas equivocadas traduções. Merece uma nova edição com uma boa revisão.

Fonte: Gutenberg

Últimos Guias Livros