Divulgação

O Coração das Trevas

Guias / Livros - Redação Publicado em 07/06/2011, às 11h28 - Atualizado em 14/06/2011, às 12h43

Joseph Conrad

Editora Landmark

Uma das obras literárias mais influentes de todos os tempos ganha edição bilíngue

Ainda menino, o escritor anglo-polonês Joseph Conrad contemplou o mapa e decidiu, um dia, visitar as profundezas da então inexplorada África. Marinheiro na mocidade, em 1890 o escritor levou a cabo a promessa. Destino: o Congo, no centro-oeste do continente. Parte considerável dos romances de Conrad – tal qual as grandes obras do chamado “cânone ocidental” (Moby Dick, de Herman Melville, e Relato de Arthur Gordon Pym, de Edgar Allan Poe) – tem no mar sua abissal “personagem”. O Coração das Trevas, que agora ganha inédita versão bilíngue, porém, navega por vias fluviais. Pela voz do aventureiro Charles Marlow, seu alter ego, o escritor conta magistralmente uma história dentro da história. Navegando pelas águas do mítico Rio Congo, a missão de Marlow é achar o paradeiro do senhor Kurtz, comerciante de marfim sumido no selvagem coração africano. É o enredo-base “furtado” pelo cineasta Francis Ford Coppola, a partir do qual o cineasta filmou o inquietante Apocalypse Now, de 1979. Célebre pela atuação de Marlon Brando como Kurtz, o filme transpôs a congolesa narrativa para o infernal território da Guerra do Vietnã. Não à toa, o livro é tido como uma das maiores obras da literatura universal.

CRISTIANO BASTOS

Últimos Guias Livros