Por que se mete, porra?
Paulo Cesar Peréio

Por que se mete, porra?

Guias / Livros - Redação Publicado em 11/10/2007, às 17h25 - Atualizado em 12/10/2007, às 15h04

Não pensa, caralho

Não é uma homenagem em vida, como vi alguém dizer; Peréio não se entregaria e essa canalhice. Como bem diz Xico Sá, que assina o prefácio, o livro é um quebra-cabeça organizado por Lara Velho, la hija del hombre e com design de Pinky Wainer. No caso, um quebra-cabeça para adultos docemente esquizofrênicos e chegados em tragos, moças, duras bundas e poemas confessionais que adoram não saber o que aparece transfigurado atrás da garrafa, do ódio ou do amor. Assim, as páginas mostram imagens, sons, bilhetes de dor, de tesão, declarações escancaradas, ilustrações, contos, mentiras e fotos da vida inventada e da vida vivida de Peréio, o maldito, o ator, o doido, o são, o homem de quem toda mulher metida a moderna demais gostaria de levar uns tapas. Duvida? Sai perguntando. Quase no fim da trip na imagem do certificado de reservista - sim está lá - lê-se que sinais particulares o homem não possui. Porra, como assim?

Por Cristiane Lisbôa

Literatura Nacional

Paulo Cesar Peréio

01

12

2006

Últimos Guias Livros