Diretor de cinema e romancista se unem em “livro conceito”.
Divulgação

S.

J.J. Abrams e Doug Dorst

Guias / Livros - André Rodrigues Publicado em 23/02/2016, às 15h40 - Atualizado às 17h19

Além de ser lido, o projeto literário S. merece ser manuseado, cheirado, investigado. Concebido por J.J. Abrams (ele mesmo, o produtor e diretor de Lost que reviveu Star Trek e Star Wars nos cinemas) e escrito pelo romancista Doug Dorst, o livro é uma apaixonante defesa da experiência da leitura. Há não apenas páginas escritas mas também postais, cartas, bilhetes, fotografias e outras surpresas metodicamente encaixadas na obra (a ordem importa). Encontramos pelo menos três histórias principais: aquela narrada em O Navio de Teseu, último romance do lendário escritor V. M. Straka; o candente flerte entre Jennifer e Eric, estudantes de literatura que se correspondem por meio de anotações nas bordas das páginas do trabalho de Straka; e a vida do próprio Straka, recheada de mistérios e boatos. Tudo isso vai se entrelaçando com tremenda eficácia, promovendo encantamento e celebrando a inesgotável capacidade narrativa do homem.

Fonte: Intrínseca

Últimos Guias Livros