'
divulgação

São Paulo 1971 - 2011 – História Recente, Versões Literárias, Resíduos Visuais

Coletivo Paralaxis

Guias / Livros - Antônio do Amaral Rocha Publicado em 14/05/2012, às 14h33 - Atualizado às 19h15

Uma visão de quatro décadas da cidade através da fotografia e da literatura

“A dura poesia concreta de tuas esquinas, ao avesso do avesso do avesso do avesso”, talvez a melhor definição poética sobre São Paulo, nas palavras de Caetano Veloso, se confirma neste belo livro, em formato grande e capa dura, que parelha textos literários, contos e fotografias. São Paulo é mostrada como ela é: uma cidade feia, caótica e desordenada, mas é possível perceber uma certa beleza proporcionada pela estética dos recortes das imagens, especialmente de paisagens. As 51 fotografias mostram o emaranhado de ruas, luminosos, prédios e fragmentos de objetos e nega ao leitor aquilo que a cidade nega aos seus habitantes: a individualidade. Os rostos, quando aparecem, são desfocados. E para não ser mais um livro de fotografias, o projeto incluiu quatro longos contos, cada um focado nas referências de uma década. A história de Luiz Ruffato se passa na década de 70, a de Loyola Brandão, na década de 80, a de Tony Bellotto, nos 90 e a de Vanessa Bárbara, nos 00. Todas tratam da cidade como espaço urbano por onde transitam as personagens. As imagens dão conta de registrar esses espaços, como se fossem um comentário visual, ao mesmo tempo em que deixam fixada as transformações, para o bem ou para o mal, dos últimos 40 anos: São Paulo é uma entidade mutante.

Fonte: Editora Olhares e Autores

Últimos Guias Livros