-
Divulgação

Uma Confraria de Tolos

John Kennedy Toole

Guias / Livros - Maurício Duarte Publicado em 13/09/2012, às 11h36 - Atualizado às 11h38

Clássico cult da moderna literatura norte-americana ganha reedição nacional

Ignatius J. Reilly é uma figura medonha: obeso ao ponto do desequilíbrio, glutão inveterado, intelectual adorador da idade média, preguiçoso e desagradável. Apesar disso, não conseguimos desgrudar de cada passo bamboleante que dá em sua saga buscando emprego pelas ruas de Nova Orleans dos anos 60. Durante seu calvário, ao qual foi atirado pela mãe, que não o aguenta mais enchendo a atmosfera de casa com gases intestinais, ele vocifera contra tudo e todos que compõem a modernidade. No caminho, Toole cria uma galeria de inesquecíveis personagens secundários, que giram em torno de Ignatius como se ele fosse a órbita deste romance sem paralelos na história da literatura. Mais do que humor genuíno, o livro é uma reflexão elaborada sobre as convenções humanas. Porém, há uma nota triste. Deprimido com as seguidas negativas das editoras, o autor se suicidou em 1969. Somente graças a uma cruzada particular de sua mãe, esta obra-prima viu a luz do dia em 1980. No ano seguinte, venceu o prestigiado prêmio Pulitzer.

Fonte: Best Seller/Edições BestBolso

Últimos Guias Livros