-

Verão da Lata

Wilson Aquino

Guias / Livros - André Rodrigues Publicado em 22/10/2012, às 17h29 - Atualizado às 17h31

Jornalista conta como latas cheias de maconha invadiram as praias do Brasil

A história é inacreditável. Em agosto de 1987, a tripulação do navio Solana Star, vindo de Cingapura, teria jogado no litoral carioca 15 mil latas parecidas com as de leite em pó. Dentro de cada embalagem, em vez do nutritivo produto, havia cerca de 1,5 kg de maconha – e de três tipos diferentes, mas todos de qualidade incontestável. Por quase um ano, os recipientes com a erva puderam ser vistos boiando nas praias do Rio de Janeiro, São Paulo e até do Rio Grande do Sul. No total, cerca de 22 toneladas da droga foram arremessadas ao mar. Banhistas, pescadores, policiais e surfistas patrocinaram uma incrível “caça às latas” – cada um com seu propósito, obviamente. Jornalista, Wilson Aquino juntou documentos, entrevistas e fotos para narrar o que ficou conhecido como “verão da lata” – a gíria pegou. Porém, o sabor dessa época não aparece. A edição privilegia cópias do inquérito criminal e diversos extras, como uma HQ do Capitão Presença. Com tantos adendos, as histórias ficam espremidas e carecem de ritmo e aprofundamento, transformando o livro em um amontoado de depoimentos reiterativos, sem um cuidado narrativo. Vale como experiência jornalística. Mas a viagem literária daquele esfumaçado período ainda terá de ser escrita.

Fonte: Barba Negra

Últimos Guias Livros