8 filmes essenciais para entender

Alfred Hitchcock, o Mestre do Suspense

.

Nascido em Londres em 1899, Hitchcock cresceu para se tornar um dos maiores cineastas da história

O menino, educado num sistema rígido e cheio de punições, cresceu para ter medo de muita gente - e transformou todos esses anseios em cenas para as telonas

Conheça 8 filmes essenciais do currículo do diretor:

ENGENHEIRO POR FORMAÇÃO, ALFRED HITCHCOCK TRAÇOU, DURANTE 50 ANOS, SEU CAMINHO NO CINEMA - ATÉ TORNAR-SE O MESTRE DO SUSPENSE

Uma mulher, sem nome, casa-se com um renomado homem da sociedade. Mas não imagina o tormento que a espera, pois o espírito de Rebecca, esposa falecida do senhor, parece não esmorecer. Ganhador de Oscar e pioneiro de Hitchcock

rebecca (1940)

Se você descobrisse que, na verdade, não é casado… Voltaria atrás no relacionamento? A comédia romântica mostra a diversidade do diretor.  

sr. e sra. smith (1941)

Foi a porta de entrada para a melhor fase de Hitchcock, explorada na década seguinte. O primeiro do diretor em cores - e usa uma impressionante tomada contínua. Mostra a história de dois homens cometendo o assassinato perfeito.

festim diabólico (1948)

Um esposo vingativo tenta encomendar o assassinato da esposa infiel. Tudo vira um nó - e ele resolve armar para ela ir para a prisão. O uso da luz e ângulos de câmera confusos, marcas de Hitchcock, ficam evidentes.

disque m para matar (1953)

Um fotógrafo em quarentena começa a observar os vizinhos pela janela, e acredita ter testemunhado um feminicídio. Passa a tentar provar. Considerado por muitos a obra-prima e ápice do suspense de Hitchcock.

janela indiscreta (1954)

Um detetive vê um colega cair do telhado e desenvolve medo de altura e vertigem. Hitchcock criou diversos efeitos de câmera para acompanhar a vertigem do personagem. Para o Instituto Britânico de Cinema, é o melhor filme já feito.

um corpo que cai (1958)

Uma ladra se esconde no Bates Motel - sem saber da loucura de Norman. No lançamento, foi considerado horrível pelo baixo orçamento, filme preto e branco e equipe técnica de TV. Hoje, é o maior clássico de Hitchcock.

psicose (1960)

Os pássaros de uma cidade ficam enlouquecidamente violentos. Hitchcock explora uma narrativa lenta para criar tensão - e opta por enfatizar mais ângulos de câmera do que diálogos.

os passáros (1963)

Boa maratona clássica!

texto:
yolanda reis
edição: vitor gomes