5 curiosidades sobre o disco homônimo do Fleetwood Mac de 1975 [LISTA]

Lançado em 1975, o disco homônimo do Fleetwood Mac emplacou diversos singles no topo das paradas musicais

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 14/07/2021, às 19h09

None
Fleetwood Mac (Foto: Divulgação)

Lançado em 1975, o disco homônimo do Fleetwood Mac é o décimo álbum da banda e o primeiro após a saída de Bob Welch. Além disso, marca a estreia deLindsey Buckingham como guitarrista e Stevie Nicks como vocalista do grupo.

Com mais de cinco milhões de cópias, o disco se tornou um grande sucesso na indústria musical e emplacou diversas músicas no topo das paradas de sucesso. Pensando nisso, confira cinco curiosidades sobre o disco homônimo do Fleetwood Mac, segundo o UCR:

+++ LEIA MAIS: Há 44 anos, Fleetwood Mac lançava o primeiro single de Rumours, 'Dreams', e vivia um dos principais momentos da carreira [FLASHBACK]


Keith Olsen não era tão conhecido

O produtor musical Keith Olsen contava com apenas alguns créditos de LP quando começou a trabalhar com o Fleetwood Mac. Após se envolver com a banda, Olsen seguiu mais longe na indústria musical e produziu discos de bandas como Grateful Dead, Foreigner, Santana e mais. Além disso, ele era violoncelista por formação e não entendia muito de rock.


Eternas inspirações

O Fleetwood Mac passou por uma mudança sonora, mas isso não impediu que músicas lançadas posteriormente fossem inspiradas em canções antigas. “World Tuning,” escrita por Christine McVie e Buckingham, teve como inspiração um single do disco auto-intitulado de 1968. Na nova faixa, optaram por backing vocals de Nicks e um riff de guitarra mais animado.

+++ LEIA MAIS: Como Stevie Nicks garantiu que Lindsey Buckingham não acabaria com o Fleetwood Mac


“Blue Letter”

O Fleetwood Mac possui apenas uma música que não foi escrita por nenhum integrante, antigo ou novo: a canção “Blue Letter.” O single foi uma cortesia de Rick e Michael Curtis, irmãos do country que conheceram Buckingham e Nicks antes de entrarem na banda.


Poder feminino

Além de conter grande parte de integrantes do gênero feminino, Fleetwood Mac foi uma das primeiras bandas de rock a apresentar compositoras mulheres. Quatro singles do disco foram escritos por mulheres, como "Warm Ways" de Christine McVie, "Over My Head,” "Say You Love Me” e "Rhiannon" de Nicks.

+++ LEIA MAIS: 5 covers icônicos de Harry Styles: de Ariana Grande a Fleetwood Mac [LISTA]


Demorou para fazer sucesso

Atualmente, o disco homônimo de 1975 é visto como um grande sucesso da banda, mas não foi sempre assim. Exigiu mais de um ano de turnê do Fleetwood Mac para o álbum alcançar a primeira posição na parada da Billboard 200 em setembro de 1976.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL