Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

5 ocasiões onde Sandy flertou com o rock e o metal [LISTA]

Cantora já participou de música e gravação de DVD do Angra e fez covers que vão de Metallica a Evanescence

Sandy (Foto: reprodução / YouTube)
Sandy (Foto: reprodução / YouTube)

Não há dúvidas de que Sandy tem uma das vozes mais populares da música brasileira, mas nem sempre sua versatilidade é discutida. Do início com a dupla pop ao lado do irmão Junior à carreira solo atual, onde explora gêneros como folk, jazz, bossa nova e R&B, a filha de Xororó passou a transitar de forma mais livre por vários estilos musicais conforme sua carreira progrediu.

Ainda que a partir de episódios específicos, o rock e o heavy metal entram nessa história. Em algumas situações, a artista mergulhou nos gêneros citados e definitivamente não se saiu mal.

A lista a seguir apresenta cinco ocasiões em queSandy flertou com o rock e o heavy metal, tanto com covers quanto com colaborações.

Cover de Evanescence com Junior

Em pelo menos duas situações no início dos anos 2000, Sandy e Junior tocaram uma versão para “Bring Me to Life”, grande hit do Evanescence. Uma delas ocorreu no “Caldeirão do Huck”, programa da TV Globo. A outra se deu no quadro “Banda MTV”, da MTV Brasil.

Nesta época, o próprio Junior já era fã declarado de rock. Não à toa, pouco tempo depois envolveu-se com a banda de rock alternativo Nove Mil Anjos, neste caso como baterista, ao lado do baixista Champignon (à época fora do Charlie Brown Jr), do guitarrista Peu Sousa (Pitty) e do vocalista Perí. A surpresa estava justamente na irmã do músico ter topado fazer essa versão — e deu para notar que ela conseguiu emular bem o timbre de Amy Lee.

Música com Angra e Alissa White-Gluz

Em 2018, o Angra surpreendeu seus fãs ao trazer Sandy para participar de uma música de seu novo álbum, Ømni. Divulgada como um dos singles do trabalho, a faixa “Black Widow’s Web” trouxe ainda a presença de Alissa White-Gluz, cantora do Arch Enemy.

São dois estilos de vozes muito diferentes — a brasileira tem uma voz doce e aveludada, enquanto a canadense domina a técnica gutural —, mas que se complementaram. Em entrevista ao site IgorMiranda o guitarrista e líder da banda, Rafael Bittencourt, comentou como surgiu a ideia de trazer a eterna dupla de Junior para o trabalho.

Precisava de uma voz leve, mas da grandeza da Alissa, tão diva quanto. E a primeira pessoa que me veio foi a Sandy. Fora que iria dar um marketing, muito assunto... mas eu não sabia, por exemplo, que chegaríamos ao primeiro lugar nas paradas virais do Spotify, com aquela interpretação tão death metal. Mostra que, sim, o mundo está mudando.”

Assista ao videoclipe de “Black Widow’s Web” a seguir:

“Heroes of Sandy”

Também em 2018, o Angra trouxe Sandy para participar da gravação de um novo DVD — que acabou nem sendo lançado, mas teve seu registro disponibilizado na internet. Além de cantar a música que gravou com a banda, a artista colaborou com “Heroes of Sand”, faixa do disco Rebirth (2001).

Os fãs foram ao delírio, não só pela participação em si, como também por concretizar uma brincadeira que era feita há anos. Pedia-se nas redes sociais que Sandy cantasse a música algum dia com o grupo para que ela simplesmente fosse rebatizada “Heroes of Sandy”. A internet venceu.

Confira um vídeo a seguir.

Covers em festa de Halloween

O repertório roqueiro de Sandy se mostrou mais amplo no último mês de outubro. Na ocasião, a artista foi convidada para fazer um pocket show durante um evento de Halloween promovido em São Paulo por uma empresa dos segmentos de produtos de beleza, cosméticos e perfumaria.

Desta vez, ela não se restringiu a apenas uma ou duas músicas de rock: mergulhou de vez no gênero e interpretou uma série de clássicos. Entre eles, estiveram “Nothing Else Matters” (Metallica), “We Will Rock You” (Queen), “Bring Me to Life” (Evanescence), “Uninvited” (Alanis Morissette) e “Lugar Ao Sol” (Charlie Brown Jr), além de composições próprias e “Thriller”, hit de Michael Jackson que não é necessariamente rock, mas com certeza todo roqueiro admira.

Assista a alguns vídeos do evento na sequência.




Metallica e lágrimas de Mion

Dezembro nos reservou mais uma dose de “Sandy roqueira”. Em participação no quadro “Sobe o Som”, do programa Caldeirão com Mion, da TV Globo, a cantora interpretou “Nothing Else Matters”, do Metallica, junto da banda de apoio Lucio Mauro e Filhos e de um quarteto de cordas.

Embora não tenha reproduzido a agressividade da gravação original de James Hetfield, conseguiu imprimir personalidade própria em sua versão. A performance levou o apresentador Marcos Mion às lágrimas. “Que coisa mais linda! Estou muito emocionado!”, declarou ele na ocasião.

O vídeo completo pode ser assistido no site Gshow. Um trecho está disponível abaixo, via Twitter.