Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Rock

A jovem artista que Dave Grohl define como a “nova Morrissey”

Lendário frontman do Foo Fighters conheceu o trabalho da cantora por intermédio de sua filha mais velha, Violet, também vocalista

Dave Grohl (Foto: Getty Images)
Dave Grohl (Foto: Getty Images)

É sempre complicado definir um(a) artista como “o(a) novo(a) alguém”. Até porque nenhuma pessoa é igual à outra. Além disso, há particularidades de cada época que fazem trajetórias serem distintas.

Porém, se é Dave Grohl quem está fazendo uma comparação do tipo, podemos dar ao menos uma chance e ouvir. Afinal de contas, o baterista do Nirvana e vocalista/guitarrista do Foo Fighters tem bastante crédito quando o assunto é música.

Em entrevista de 2020 ao podcast de Bill Simmons, Grohl traçou um paralelo entre a jovem cantora Billie Eilish, que hoje tem apenas 21 anos de idade, e Morrissey. O eterno vocalista do The Smiths, que retorna ao Brasil para dois shows em fevereiro de 2024, estabeleceu uma conexão com o público de modo que, na visão de Dave, poucos artistas conseguiram. E um exemplo é justamente Eilish.

“Ela tem essa presença. É uma coisa real. O que comecei a notar foi a conexão dela com o público e a conexão do público com ela. A vibração era tipo: ‘Oh meu Deus, é tipo, é como o Morrissey ou o Fugazi’. Isso é uma coisa real, não apenas música com algumas luzes’.”

Não foi a única vez que o frontman do Foo Fighters fez essa comparação. Em declaração de 2019 ao Alligator Hour (via TMDQA), ele também citou Billie e Morrissey como dois artistas similares.

“É a conexão que ela tem com a sua audiência — ela é tipo o Morrissey. É como se os jovens que estão lá no show dela, e não apenas os jovens, as pessoas que estão lá apenas estão dentro desta cena, deste mundo.”

Vale destacar que Dave Grohl conheceu o trabalho de Billie Eilish através de sua filha mais velha, Violet — que também é cantora e tem participado esporadicamente de shows do Foo Fighters. Billie, inclusive, é outra artista que já subiu ao palco junto de Grohl. No fim do ano passado, ela trouxe o veterano para o Kia Forum, em Los Angeles, para uma performance de “My Hero”

As referências de Billie Eilish

Ainda que soe tão distinta enquanto artista, Billie Eilish cita como influência aquela que é considerada a banda mais popular da história: os Beatles. A artista não esconde que o Fab Four de Liverpool foi responsável por fazê-la se apaixonar por música.

A vencedora de sete Grammys e um Oscar refletiu sobre essa paixão em entrevista ao NME(via site Igor Miranda). Além de destacar o grupo, ela citou especificamente Paul McCartney como uma fonte de inspiração artística.

“Não importa quantos anos você tem, de onde você é, como você se parece ou quem você é: você pode fazer isso. Os Beatles foi o que me criou. Sinto que 95% do meu amor pela música se deve aos Beatles e a Paul (McCartney). É uma loucura pensar nisso.”

Diante disso, quais seriam as músicas dos Beatles que figuram entre as favoritas de Eilish? Ela citou três canções de início, mas logo reconheceu que poderia mencionar várias outras.

“Eu amo ‘Something’, eu amo ‘Julia’, eu amo ‘You Never Give Me Your Money’. […] Puxa, eu poderia falar várias. Eu amo os Beatles.”

No player a seguir, dá para conferir uma versão de Billie para “Something”, a primeira canção citada. A releitura, claro, foi feita à sua maneira, com uma abordagem mais melancólica e um instrumental guiado por piano.