Adele reflete sobre ir à academia todos os dias: 'Nunca foi para perder peso'

Em entrevista à Vogue, Adele reflete sobre diversos aspectos da vida pessoal e artística, incluindo a rotina de treinos

Redação Publicado em 08/10/2021, às 09h44 - Atualizado em 10/10/2021, às 10h20

None
Adele, para a revista Vogue (Foto: Reprodução/Twitter)

Para aquecer para o lançamento do primeiro single em anos, Adele foi capa da versão britânica da revista Vogue. A cantora falou sobre a faixa "Easy On Me," o novo disco, entre diversas questões sobre a vida pessoal e artística. 

Conforme relata o Pop Line, a cantora refletiu, entre outros assuntos, sobre a vida de mãe solteira, divórcio e imagem corporal. Devido à entrevista, Adele recebeu a repórter Abby Aguirre em uma segunda pela manhã enquanto estava na academia - e não deixou de falar sobre a relação dela com os exercícios físicos. 

+++LEIA MAIS: Adele responde perguntas sobre divórcio no próximo disco: 'Preciso escrever sobre mim agora'

Segundo a artista revelou, os treinos físicos são diários há três anos; podendo chegar a duas vezes por dia, caso tenha que lidar com a ansiedade: "A academia se tornou o meu momento. Percebi que, enquanto estava treinando, não tinha nenhuma ansiedade."

"Nunca foi para perder peso. Eu pensei: ‘se eu posso fazer o meu corpo ficar fisicamente forte, e eu posso sentir e ver isso, talvez algum dia eu possa fazer minha mente e minhas emoções serem fisicamente fortes'," disse a cantora.

+++LEIA MAIS: 5 melhores músicas de Adele, segundo a Billboard: de ‘Hello’ a ‘Rolling in the Deep’ [LISTA]

Por conta de algumas mudanças corporais, consequência da rotina de treinos, muitas pessoas passaram a comentar sobre o corpo e vida da artista. Adele também ficou incomodada com diversas pessoas alegando que haviam sido instrutores dela: "Todas essas pessoas vieram dizer que tinham me treinado. Esquisitos. Eu nunca os encontrei na vida!"

A cantora também revelou ter duas hérnias de disco e a rotina de treinamento físico foi necessária para fortalecer as costas e a barriga: "Tenho um problema nas costas e fiz uma cesariana. Então, simplesmente não tinha nada acontecendo lá."

+++LEIA MAIS: Adele reflete sobre ir à academia todos os dias: 'Nunca foi para perder peso'


Sobre o que é o próximo disco de Adele?

Essencialmente, o suposto 30 foi dedicado ao filho da cantora, Angelo. Aos oito anos de idade, o menino tem muitas dúvidas sobre o fim do casamento dos pais e Adele diz "não ter respostas" a não ser pelo seu veículo de comunicação preferido: as letras de músicas. "Queria explicar-lhe, por meio deste álbum, quando ele estiver na casa dos vinte ou trinta anos, quem fui e por que escolhi voluntariamente desmantelar toda a sua vida em busca da minha própria felicidade."


Qual o melhor disco de Adele, segundo a crítica?

Adele está de volta! Após diversos rumores apontarem o lançamento do próximo disco da cantora e compositora inglesa, as redes sociais da artista compartilharam um teaser de uma nova música, "Easy On Me," prevista para o dia 15 de outubro.

+++ LEIA MAIS: O triunfo de Adele: por dentro da história mais improvável da música pop do nosso tempo

Para entrar no clima da nova era de Adele, a Rolling Stone Brasil fez um ranking com os três discos de estúdio da cantora, do pior ao melhor, com as notas e críticas do Metacritic. Chamadas de Metascore, as notas da plataforma são calculadas a partir de uma média ponderada de todas as críticas e avaliações das mídias especializadas cadastradas no site.

21 (2011)

21 é considerado o melhor disco de Adele. Com 34 críticas, o álbum recebeu nota 76 no Metacritic - além de 8.2 dos usuários. Este projeto carrega o single que levou a artista ao estrelato, "Rolling in the Deep," além de "Set Fire to the Rain" e "Someone Like You."

+++ LEIA MAIS: 5 melhores músicas de Adele, segundo a Billboard: de ‘Hello’ a ‘Rolling in the Deep’ [LISTA]


25 (2015)

Em segundo lugar está 25, lançado em 2015. Com os hits "Hello" e "When We Were Young," o disco garantiu o segundo Grammy de Álbum do Ano, Melhor Álbum Pop Vocal, Gravação do Ano, Música do Ano e Melhor Performance Pop Solo para a artista.

 


19 (2008)

O disco de estreia de Adele ocupa o último lugar. Com 19 críticas, o álbum ganhou nota 68 no Metacritic. "Chasing Pavements" é a canção mais popular do disco e conquistou o prêmio de Melhor Performance Feminina e Vocal de Pop.