Aline Wirley, ex-Rouge, comenta bissexualidade: 'Nunca falei para ninguém'

Ex-integrante do conhecido grupo Rouge, a cantora Aline Wirley conversou sobre a bissexualidade em entrevista com Kelly Key

Redação Publicado em 19/10/2021, às 12h18 - Atualizado às 12h21

None
Aline Wirley (Foto: Reprodução/Instagram/Dêssa Pires)

A artista Aline Wirley ficou conhecida mundialmente no início dos anos 2000, ao participar do conhecido grupo brasileiro de pop Rouge. Em participação recente no podcast de Kelly Key, a cantora conversou sobre a bissexualidade e a “desconstrução de paradigmas”.

Segundo o site Máxima, em conversa no QuintaPod, podcast que tem a cantora Kelly Key como entrevistadora, a artista e ex-Rouge falou sobre a sexualidade — e disse ser a primeira vez em que comenta publicamente sobre ser bissexual:

+++LEIA MAIS: 6 retratos necessários da bissexualidade na TV: De Grey's Anatomy a Brooklyn Nine-Nine [LISTA]

Sou bissexual e nunca falei isso para ninguém, você está sendo a primeira pessoa

Segundo Aline Wirley, a sociedade está em um momento de “desconstrução de paradigmas” relacionados, principalmente à sexualidade — o que torna possível um diálogo aberto sobre o tema: “Hoje, podemos ter esse tipo de conversa e isso é muito legal"

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Aline Wirley (@alinewirley)

 

Segundo a cantora, a afirmação pública a respeito da sexualidade pode inspirar outras pessoas e gerar identificação: "É muito difícil ser o que somos dentro das ‘caixinhas’ que a sociedade quer nos colocar. Então, realmente espero que trocar uma ideia como essa faça a outra pessoa ver ‘meu Deus, estou chocada, a Aline gosta de meninas também.’”

+++LEIA MAIS: 10 músicas que falam sobre bissexualidade - e que você provavelmente não notou [LISTA]

O episódio completo do podcast de Kelly Key com Aline Wirley foi publicado no YouTube na quinta, 14 de outubro, e pode ser conferido na íntegra abaixo:

 

Rouge

O grupo alcançou o ápice do sucesso em 2002, com os hits como "Ragatanga" e "Não Dá pra Resistir". Inclusive, o primeiro disco de estúdio do Rouge, homônimo, vendeu mais de 2 milhões de cópias no Brasil e tornou-se o álbum mais vendido de um grupo feminino na história do país.

+++LEIA MAIS: Selena Gomez sobre ficar longe da cultura pop: 'Salvou minha vida'

Após um sucesso avassalador, quatro discos e diversas turnês, o grupo encerrou as atividades em 2006. Entre 2017 e 2019, as cinco integrantes originais (Aline Wirley, Fantine Thó, Karin Hils, Li Martins e Lu Andrade) se reuniram para uma turnê e o lançamento de um disco, mas anunciaram uma pausa logo em seguida.