Amy Winehouse superou maior medo com disco de estreia: 'Se morrer amanhã, me sentiria realizada'

Com o lançamento do álbum Frank, Amy Winehouse se sentiu "orgulhosa" e "tranquila" em relação a um grande medo

Redação Publicado em 14/09/2021, às 16h12

None
Amy Winehouse (Foto: Dan Kitwood/Getty Images)

Amy Winehouse superou o maior medo com o disco de estreia, Frank (2003). Em uma antiga entrevista feita logo após o lançamento do álbum, a cantora britânica falou sobre como se sentiu realizada com o projeto musical. (Via The Indian Express)

“Meu maior medo é, provavelmente, morrer sem ninguém conhecer minha contribuição para a música criativa. Mas está tranquilo, porque fiz um álbum do qual estou muito orgulhosa. Se morrer amanhã - toque na madeira - ainda me sentiria realizada de certa forma.”

+++ LEIA MAIS: 6 músicas essenciais para entender a carreira de Amy Winehouse [LISTA]

Durante a entrevista, Winehouse também revelou a definição de felicidade dela. “Estar com alguém que ama e saber que ela não precisa ir embora [ou] ir a lugar nenhum, quase como um feriado.”

Winehouse se tornou um grande nome da música com o segundo disco de estúdio, Back To Black(2006), o qual conquistou cinco estatuetas do Grammys: Melhor Artista Revelação, Melhor Álbum Pop Vocal, Gravação do Ano, Música do Ano e Melhor Performance Feminina de Pop Vocal.

+++ LEIA MAIS: Amy Winehouse queria ter 2 ou 3 filhos, revela novo documentário

Contudo, conforme conquistou fama internacional, Winehouse também enfrentou diversos problemas pessoais, protagonizou polêmicas expostas pela mídia e teve conflitos com sua vida pública.

Como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison e Brian Jones, Winehouse morreu aos 27 anos e foi eternizada pelo trabalho dela na música.

+++LEIA MAIS: Amy Winehouse transformou sua dor e angústia em jazz, mas ela não era só isso [ANÁLISE]

Confira a entrevista de Amy Winehouse: