André Abujamra estreia Emidoinã, disco indicado ao Grammy, em shows em São Paulo

Disco de André Abujamra, Emidoinã estreou em 2020 e reflete sobre o poder de destruição e regeneração do fogo

Redação Publicado em 07/01/2022, às 16h21

None
André Abujamra (Foto: Marcelo Macauê/Divulgação?Assessoria de imprensa do CCBB)

Um ano após lançar a animação do disco Emidoinã - Alma de Fogo, André Abujamra está com data marcada para voltar os palcos. Em 22 e 23 de janeiro de 2021, o músico fará duas apresentações no Sesc Vila Mariana, em São Paulo.

Cantor, maestro, compositor, multi-instrumentista, ator, diretor e, acima de tudo, artista: André Abujamra mergulhou em um projeto audacioso em 2018. Ao longo de quatro discos, tinha o objetivo de dialogar com cada elemento da natureza — Água, Ar, Terra e Fogo. Assim nasceu Emidoinã - Alma de Fogo, lançado em 2020 para refletir (e transformar em música) o poder de destruição e regeneração deste potente elemento da natureza.

+++LEIA MAIS: André Abujamra transcende existência em música: ‘É bonito unir as almas pelo som’ [ENTREVISTA]

Em 2021, em meio à pandemia de covid, surgiu a animação do trabalho Emidoinã. O projeto audiovisual narra a trajetória de Iskandar, representação do próprio artista e quem parte em uma missão para reencontrar o vínculo perdido entre humanidade e natureza.

Indicado ao Grammy Latino 2021 na categoria Melhor álbum de Rock ou de Música alternativa em Língua Portuguesa, Emidoinã conta com a colaboração de grandes artistas: Antonio Capelo, BNegão, Camila Pitanga, Chico César, Criolo, Fernanda Takai, Giuliana Maria, Julia Lemmertz, Marisa Brito, Pedro Luiz, Rita Ollé, Russo Passapusso, Zélia Duncan e Rodrigo Santoro.

+++LEIA MAIS: Emidoiña - Alma de Fogo: Animação do disco de André Abujamra resgata vínculo entre humanidade e natureza no pós-covid [REVIEW]

A ideia inicial para o disco era, justamente, estrear um show após o lançamento. No entanto, com as restrições devido à pandemia de covid-19, sobrou tempo (e criatividade) para desenvolver a animação. Agora, André Abujamra conseguiu finalmente retomar os planos originais e marcar a estreia do projeto nos palcos. Confira a entrevista da Rolling Stone Brasil com o artista:

Como será o show de André Abujamra?

Para a estreia de Emidoinã nos palcos André Abujamra será a voz e guitarra da apresentação, e contará com uma banda de outros músicos: Kuki Stolarki (bateria), Eron Guarnieri (teclados), Sergio Soffiatti (baixo) e Daniel Nakamura (guitarra).

As apresentações acontecerão no Sesc Vila Mariana, localizado na Rua Pelotas, 141, no bairro da Vila Mariana, em São Paulo. As apresentações têm duas datas: dia 22 de janeiro (sábado) às 21h e dia 23 de janeiro (domingo) às 18h.

+++LEIA MAIS: Ney Matogrosso está mais livre do que nunca em Nu Com A Minha Música: 'Estou chutando o balde' [ENTREVISTA]

Conforme noticiado pela assessoria do artista, as vendas online para a apresentação começam às 14h do dia 18 e se estendem até 1h antes do show. Também será possível comprar os ingressos presencialmente a partir das 17h do dia 18 de janeiro.

Em relação às medidas sanitárias, será necessário apresentar comprovante das duas doses da vacina contra a covid-19 (ou o comprovante de vacinação em dose única) para maiores de 12 anos e documento com foto — medida obrigatória para entrar em qualquer unidade do Sesc. Uso de máscara também é exigência.