Anitta: Após acusação de plágio em 'Show das Poderosas', cantora vence processo; entenda

Primeiro grande hit de Anitta, “Show das Poderosas” foi envolvida em uma acusação de plágio feita por Mc Brunninha

Redação Publicado em 26/11/2021, às 14h17

None
Anitta (Foto: Rich Fury/Getty Images)

Desde que ganhou evidência na indústria da música, Anitta desenvolveu os lançamentos, focou também no mercado internacional e se tornou uma artista, de fato, mundial - mas um dos primeiros hits dela estava envolvido em uma grande polêmica. Lançada em 2013, a música “Show das Poderosas” era alvo de uma acusação de plágio que foi finalmente superada.

Conforme noticiou o POPline, MC Brunninha entrou com um processo contra Anitta ainda em 2013, após acusá-la de plágio. Segundo ela, a cantora de “Girl From Rio” roubou uma melodia criada por sua mãe, Janne Lopes de Andrade, e presente na música “Corpo de Mola: Você Vai Pirar”.

+++LEIA MAIS: Grammy Latino 2021 homenageia Brasil com apresentação de Anitta, Giulia Be e mais

A canção nunca foi lançada, mas MC Brunninha disse que seus direitos autorais foram infringidos porque Anitta teria "roubado" a melodia em “Show das Poderosas” após a funkeira cantar um trecho da faixa em um programa de televisão.

Em resposta à acusação de plágio em “Show das Poderosas”, Anitta entrou com um processo contra MC Brunnina e Janne Lopes de Andrade por quebra de direito de imagem e danos materiais. A estrela afirma que a funkeira não fala a verdade e a prejudica com a queixa de plágio.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Anitta 🎤 (@anitta)

+++LEIA MAIS: Anitta reclama da falta de repercussão de apresentação em programa nos EUA; entenda

Como ficou o processo?

O veredito, após anos de disputa judicial, foi favorável a Anitta. Assim, a cantora deverá ser indenizada por Mc Brunninha com um valor de R$ 30 mil. Carlos José Martins Gomes, relator e desembargador do caso, explicou a decisão (via POPline):

“A atribuição de prática de ato ilícito, e mesmo criminoso, – que não se comprovou – tem o condão de lesionar os direitos de personalidade da parte autora, afrontando sua credibilidade frente ao público e atingindo sua dignidade e honra,” escreveu. Confira o clipe de “Show das Poderosas”: