Anitta cobiça sucesso internacional: 'Diziam que era impossível'

No programa The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, Anitta apresentou single "Boys Don't Cry" e comentou busca por sucesso fora do Brasil

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 01/02/2022, às 10h16 - Atualizado às 17h41

None
Anitta em evento da Variety (Foto: Matt Winkelmeyer / Getty Images)

Anitta quer atingir sucesso internacional, conforme revelou no programa  The Tonight Show Starring Jimmy Fallon (via Billboard). A cantora levou o single "Boys Don't Cry" à televisão norte-americana, apesar de ouvir comentários sobre brasileiros não conquistarem fama em outros países.

"Diziam que era impossível para brasileiros irem além do Brasil. Mas quando ouço a palavra 'impossível,' eu corro atrás disso," declarou. A cantora conquistou reconhecimento, sendo a primeira brasileira a tocar no MTV VMAs, além de receber nove prêmios no EMA.

+++ LEIA MAIS: Anitta elogia Mariah Carey no programa de James Corden - e cantora retribui

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Anitta 🎤 (@anitta)

 

Para apresentação de "Boys Don't Cry," Anitta teve músicos de apoio no baixo, bateria, guitarra e teclado. A formação tradicional da banda é explicada pela sonoridade da música, a qual pega embalo na crescente onda de pop punk.

A autora de "Girl From Rio" mencionou bandas do início dos anos 2000 como fonte de inspiração: "Quando era adolescente, gostava de uma pegada mais rock. Amava Panic at the Disco, então, essa foi a referência para a música."

+++ LEIA MAIS: Anitta rebate críticas sobre suposto plágio de 'Rap das Armas': 'Pedi autorização'

Assista à performance de Anitta:

Anitta sobre repercussão no Brasil

Em novembro de 2021, Anitta reclamou sobre a baixa repercussão das apresentações em programas norte-americanos. Ela apresentou a canção "Faking Love," ao lado da rapperSaweetie no The Late Late Show with James Corden.

+++ LEIA MAIS: Anitta reclama da falta de repercussão de apresentação em programa nos EUA; entenda

"Tem coisa que não dá para entender, né? Ontem fui a primeira brasileira a cantar e dar entrevista em um dos maiores programas dos EUA. Hoje, tem meia dúzia de gato-pingado postando sobre isso no meu país (que são os meus amigos, no caso)," desabafou em rede social.