Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Baco Exu do Blues defende Gilberto Gil; 'desafio os torcedores que xingaram o Gil a saírem na mão comigo'

Baco Exu do Blues respondeu às agressões verbais sofridas por Gilberto Gil durante a Copa do Mundo no Catar

Redação Publicado em 29/11/2022, às 11h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Baco Exu do Blues (Foto: Ariel Martini)
Baco Exu do Blues (Foto: Ariel Martini)

Baco Exu do Blues defendeu Gilberto Gil nas redes sociais e desafiou aqueles que hostilizaram o cantor na Copa do Mundona última quinta-feira (24).

“Convido os torcedores que xingaram o Gil no Catar a saírem na mão comigo quando voltarem pro Brasil. Também votei no Lula”, postou Baco.

A publicação gerou controvérsias e alguns internautas defenderam Baco:

“Vão nada tudo covardão… A essa hora estão escondidos no hotel e não vão a nenhum estádio. Quanto a voltar para o Brasil, vão voltar disfarçados para fugirem da briga. Queriam aparecer e se deram mal”, respondeu um internauta.
“Eu aceito, não estava lá, mas vamos no mano a mano. Só pra ver se vc vai mesmo ou é só bronca de falador”, rebateu outro, provocando o cantor.

Preta Gil denuncia agressões a Gilberto Gil no Catar: 'Violento e assustador'

Preta Gil desabafou sobre ataques sofridos pelo pai, Gilberto Gil, durante a Copa do Mundo no Catar. Ele e sua esposa e empresária, Flora Gil, foram hostilizados por bolsonaristas no primeiro jogo do Brasil na última quinta, 24.

Nas redes sociais, torcedores compartilharam vídeos das agressões verbais, que incluíam menções a Jair Bolsonaro e a Lei Rouanet - lei de incentivo à cultura. Nos stories, Preta GIl condenou os atos e ressaltou revolta:

+++ LEIA MAIS: Gilberto Gil: Qual é música mais tocada do cantor?

"Meu pai e Flora foram agredidos verbalmente por um bolsonarista violento e assustador. Pensamos parecido a respeito de conviver com o diferente, estamos acostumados, e tentamos de forma muito civilizada essa convivência sem nos sentirmos ameaçados e tão pouco ameaçar!", afirmou.

"Eu, meu pai e Flora jamais iríamos atacar ou xingar um bolsonarista gratuitamente. Eu realmente acho que nem todo eleitor do Bolsonaro seja a escória da humanidade, mas infelizmente esse é. O que ele fez com meu pai foi tão agressivo, tão nojento, que devemos nos revoltar! O bolsonarismo mata e fere, isso tem que acabar," completou.

+++ LEIA MAIS: Gilberto Gil resgata álbum perdido gravado em Nova York em 1982; confira

O músico também se manifestou e destacou como "3º turno dos inconformados" não é benéfico para o país: